(15) 3413-6325 / (15) 3413-6312 | contato@qnoticia.com.br
Blog

ALERTA: prática esportiva exagerada pode ocasionar lesões por estresse

Atletas parecem supermáquinas. Pessoas que praticam atividades esportivas de alta intensidade e desempenho, como o nadador Michael Phelps, o corredor Usain Bolt e a jogadora de futebol Marta da Silva, inspiram a fazer seus esportes e a ser cada dia melhor e mais competitivo.

Acontece que, diferentemente da maioria das pessoas, os superatletas possuem uma equipe de saúde multidisciplinar à disposição. Além disso, cada treino e competição são seguidos de descanso, recuperação, alimentação balanceada, exames, testes e novos treinos. Tudo cuidadosamente calculado para prevenir lesões e obter o melhor rendimento possível do praticante.

Como a maioria das pessoas não dispõe de toda essa estrutura, muitos acabam treinando à própria sorte, o que os expõem aos riscos de lesões, como explica Dr. Pedro Teodoro, médico ortopedista especialista em cirurgia do quadril da clínica Ápice Medicina Integrada, de Sorocaba (SP). “Vemos o surgimento de diversos tipos de lesões devido à prática exagerada não supervisionada de exercícios, tais como: estiramentos musculares, tendinopatias, lesões da continuidade muscular, e até fraturas ósseas por estresse mecânico”, comenta.

Fratura por estresse é um dano ósseo gerado pela sobrecarga e repetição de exercícios físicos de alta intensidade, como a corrida, por exemplo. “Todo material, seja ele orgânico ou artificial, possui um limite de resistência que é colocado à prova toda vez que é submetido a uma força recorrente e severa. Um corredor de alto desempenho, que não sabe dosar os exercícios, pode romper a resistência óssea a ponto de sofrer uma fratura. Comparando com um carro, é como passar correndo em todas as lombadas e buracos. A falha não ocorrerá na primeira vez, mas, a repetição desse dano fará com que alguma peça do veículo quebre ou desgaste num espaço de tempo mais curto”, ilustra o especialista.

A história desse estresse ósseo não inclui um trauma, efetivamente. “São dores que aumentam durante a prática esportiva e que melhoram quando há a interrupção da mesma. Com o passar do tempo, esses sintomas aumentam, podendo estar presente mesmo em repouso”, detalha o ortopedista da Ápice Medicina Integrada.

Dr. Pedro Teodoro enfatiza que este tipo de lesão tem se tornado cada vez mais frequente com a popularização dos esportes de alto rendimento. “Hoje em dia é comum ver muitas pessoas em grupos de corrida. Também está mais frequente a prática do crossfit, que é uma soma de exercícios puxados. Todas essas atividades são benéficas à saúde, contanto que sejam praticadas com moderação e sem exageros”, pontua.

O diagnóstico do problema é feito por meio da análise do histórico e dos hábitos do paciente, além de exames de imagem, como a radiografia ou ressonância magnética. “Após a confirmação, orientamos o tratamento que costuma incluir uma pausa nos exercícios de impacto e sessões de fisioterapia, com atividades em piscina, alongamento e outras que preservem a saúde e auxiliem na recuperação. Algumas situações podem demandar imobilização ou, até mesmo, procedimento cirúrgico. O tempo de afastamento varia de acordo com a gravidade da lesão”, complementa o médico. “A prevenção se dá com a realização de exercícios moderados, sempre com acompanhamento de profissionais habilitados”, conclui Dr. Pedro Teodoro.

A Ápice Medicina Integrada fica localizada na Rua Eulália Silva, 214, no Jardim Faculdade, em Sorocaba (SP). Mais informações podem ser obtidas pelo telefone: (15) 3229-0202, pelo site: apice.med.br ou pelo Facebook: facebook.com/apicemedicinasorocaba.

BOS possui um dos mais modernos equipamentos cirúrgicos do mundo

  Microscópio cirúrgico NGenuity é capaz de gerar imagens em 3D e na resolução 4k, o que aumenta...

Leia Mais

BOS adquire avançado equipamento para realização de cirurgias de catarata único na região

  Aparelho “ORA System with VerifEye+ Technology”, da fabricante Alcon, permite que o cirurgião confira o grau da perda...

Leia Mais

Nova técnica cirúrgica disponível no BOS pode eliminar necessidade do uso de colírios em pessoas com glaucoma

Procedimento consiste em implantar um dreno microscópico no globo ocular para escoar o excesso de líquido e controlar a...

Leia Mais