(15) 3413-6325 / (15) 3413-6312 | contato@qnoticia.com.br
Blog

Terapia por Ondas de Choque promove alívio rápido de dores persistentes

 

  • Tratamento envolve uso de moderno equipamento que entrega grandes doses de energia em pontos dolorosos do corpo, desencadeando os processos de cicatrização e regeneração dessas regiões envolvidas; DorClin Medicina da Dor disponibiliza essa modalidade de terapia aos pacientes de Sorocaba e região.

Seja qual for a origem, a dor é uma sensação por demasiado incômoda e pode, em casos extremos, se tornar crônica e incapacitante. Por isto mesmo, muito se tem investido em pesquisas na área e os recursos tecnológicos para combatê-la tornam-se cada vez mais avançados e eficientes.

Um desses avanços é a chamada Terapia por Ondas de Choque (TOC), que consiste na aplicação, no local de uma lesão musculoesquelética, de uma sequência de pulsos mecânicos de alta energia e alto gradiente de pressão, os quais geram um processo denominado mecanotransdução, isto é, as células convertem esses estímulos mecânicos em uma resposta química. “A aplicação é realizada de forma não invasiva, por meio de um moderno equipamento que produz as ondas de energia que penetram no tecido lesionado e provocam cavitação, que é o rompimento de microbolhas, com consequente microrrupturas teciduais. Isto, por sua vez, gera reações bioquímicas intracelulares, que promovem o aumento da vascularização (angiogênese) e da celularidade (número de células presentes). Por fim, há o estímulo do processo regenerativo tecidual pelo organismo”, explica Dr. Fabio Prieto, médico anestesiologista com área de atuação em dor integrante da equipe DorClin, que oferece a TOC aos pacientes de Sorocaba e região.

A terapia tem indicação para vários casos de dor persistente, como: patologias musculoesqueléticas, tendinopatias crônicas em ombros e cotovelos, síndrome da dor do trocânter maior (bursite trocantérica), tendinopatia patelar, tendinopatia de Aquiles, fascite plantar (com ou sem esporão do calcâneo), patologias ósseas, algumas patologias da pele, dentre outros. As contraindicações são raras e o médico pode facilmente identificá-las durante o exame clínico prévio no consultório.

O número de sessões necessárias ao tratamento, os intervalos entre elas, a intensidade e a frequência da terapia variam para cada tipo de patologia apresentada e, também, de acordo com a tolerância do paciente ao incômodo momentâneo gerado. Em geral, são realizadas entre cinco e 10 aplicações, mas já nas primeiras é possível perceber os resultados. “Trata-se de uma técnica já consagrada. Seu uso vem crescendo a cada dia, ao mesmo tempo em que novas pesquisas são concluídas e avaliam, de forma muito positiva, seus resultados”, afirma Dr. Fabio.

A DorClin Medicina da Dor está localizada no 2° andar da Ápice Medicina Integrada, que fica na Rua Eulália Silva, n° 214, Jardim Faculdade, em Sorocaba (SP). Mais informações podem ser obtidas pelo telefone: (15) 3229-0332, WhatsApp: (15) 99180-0702 ou e-mail: recep.dorclin@apice.med.br.

Acesse também as mídias sociais Instagram: @dorclinmedicinadador e Facebook: DorClin Medicina da Dor ou o site: www.apice.med.br.

 

Instituto de Oncologia de Sorocaba alerta para o Dia Mundial de Combate ao Câncer de Cabeça e Pescoço

Estima-se que, pelo menos, 43 mil casos desse tipo de câncer surgiram no país, no último ano; desenvolvimento da doença...

Leia Mais

Câncer de cabeça e pescoço: um mal que pode ser evitado

Segundo estatísticas do Inca, a cada ano, surge uma média de 41 mil novos casos da doença no Brasil; contudo, grande parte...

Leia Mais

Julho alerta para prevenção dos cânceres de bexiga e ósseo

Estimativa do INCA prevê 10.640 novos casos de câncer de bexiga em 2020; câncer ósseo é o tipo mais incidente em...

Leia Mais