(15) 3413-6325 / (15) 3413-6312 | contato@qnoticia.com.br
Blog

Varizes e vasos atingem 50% da população mundial

  • Obesidade, sedentarismo, tabagismo e predisposição genética estão entre os fatores de risco para o desenvolvimento da doença.

A Insuficiência Venosa Crônica (IVC) é uma das patologias mais prevalentes no mundo. Estudos internacionais apontam que cerca de 20% a 30% das mulheres e de 10% a 20% dos homens vão apresentar algum grau da doença ao longo da vida.

Por ser um mal crônico e evolutivo, ainda segundo os mesmos levantamentos, de 3% a 11% das pessoas com varizes podem evoluir para estágios mais avançados, quando ocorrem alterações irreversíveis na região afetada.

De acordo com o angiologista e cirurgião vascular Dr. Felipe Linardi, da Ápice Medicina Integrada, de Sorocaba (SP), a doença é definida pelo conjunto de manifestações clínicas causadas pela anormalidade do sistema venoso dos membros inferiores.

Apesar de existirem várias teorias a respeito, ainda não há consenso sobre a origem exata das varizes. Por outro lado, diz o especialista, sabe-se que há fatores de risco para o seu desenvolvimento e piora, como: predisposição genética; obesidade; sedentarismo; múltiplas gestações; uso de anticoncepcionais; trabalho em pé; gênero, isto é, as mulheres têm mais chances de desenvolver a patologia; idade avançada; tabagismo; compressão venosa; trombose de grandes veias nos membros inferiores e uso frequente de salto alto. “Este último diminui a mobilidade da musculatura posterior da perna, conhecida como panturrilha, um importante mecanismo envolvido na circulação e retorno do sangue da perna em direção ao coração. Apesar de não haver comprovação científica a esse respeito, é aconselhável, principalmente no caso de permanecer muito tempo em pé, evitar o uso demasiado de saltos muito altos”, esclarece.

O diagnóstico, explica Dr. Felipe, é feito por meio do exame físico e pode ser detalhado pelo ultrassom doppler venoso, que não utiliza contraste ou radiação, é indolor e, normalmente, suficiente para o planejamento cirúrgico. Apesar de o ultrassom ser um exame importante, nem todos os pacientes são orientados a realizá-lo. “Existem casos que podem ter a indicação de tratamento somente baseada no exame clínico e na consulta com o médico”, reforça.

Atualmente, acrescenta o médico vascular da Ápice Medicina Integrada, as várias modalidades de tratamento são combinadas para a obtenção dos resultados mais eficientes, tanto estéticos, como para o alívio dos sintomas. De acordo com o especialista, métodos conservadores, como o uso de meia elástica, não eliminam as varizes, porém costumam ajudar a aliviar os sintomas, como: dor, inchaço, coceira e peso nas pernas, enquanto aguarda-se o momento ideal para o tratamento definitivo, se indicado.

Detectada a presença de varizes, a única maneira de eliminá-las é por meio de intervenções, como a cirurgia (convencional ou endovascular) e a escleroterapia. A escolha do tratamento depende do tipo de veia, da condição clínica do paciente, localização e extensão do problema na veia. “É preciso procurar um cirurgião vascular, para avaliação e indicação do tratamento adequado”, alerta Dr. Felipe.

A Ápice Medicina Integrada fica localizada na Rua Eulália Silva, 214, no Jardim Faculdade, em Sorocaba (SP). Mais informações podem ser obtidas pelo telefone: (15) 3229-0202, pelo site: apice.med.br ou pelo Facebook: facebook.com/apicemedicinasorocaba .

BOS possui um dos mais modernos equipamentos cirúrgicos do mundo

  Microscópio cirúrgico NGenuity é capaz de gerar imagens em 3D e na resolução 4k, o que aumenta...

Leia Mais

BOS adquire avançado equipamento para realização de cirurgias de catarata único na região

  Aparelho “ORA System with VerifEye+ Technology”, da fabricante Alcon, permite que o cirurgião confira o grau da perda...

Leia Mais

Nova técnica cirúrgica disponível no BOS pode eliminar necessidade do uso de colírios em pessoas com glaucoma

Procedimento consiste em implantar um dreno microscópico no globo ocular para escoar o excesso de líquido e controlar a...

Leia Mais